Site icon amúsica

Nenéo, o compositor que superou sucessivos Lutos e deu a volta por cima

Foto: Divulgação/ Nenéo em entrevista concedida ao 'Programa do Jô

Foto: Divulgação/ Nenéo em entrevista concedida ao 'Programa do Jô

Por Wesley Dias

Um dos grandes nomes da nossa rica safra de compositores, Nenéo teve uma trajetória extremamente difícil antes da consagração. Natural do Rio de Janeiro, Nelson de Moraes Filho precisou de muita persistência para conseguir seguir em frente. Num intervalo de 21 dias teve como duro golpe o falecimento do pai, o de um dos seus irmãos e posteriormente da sua mãe. Para tornar a situação ainda mais complicada, tinha apenas 13 anos e sete irmãos mais jovens. Uma história duríssima, mas que foi superada com muito engajamento e garra por parte do cantor e compositor. 

Nenéo viu na música a oportunidade de se reerguer 

Como tinha apenas 13 anos, o compositor não teria como assumir a tutela dos seus irmãos mesmo sendo o mais velho entre eles. Deste modo, todos passaram a morar em endereços distintos que variavam entre familiares e vizinhos. Triste com a ideia de ter que se separar da sua família, Nenéo resolveu se arriscar no mundo da música, visando reunir os irmãos novamente. O carioca disse que após ouvir Roberto Carlos cantar “Quero Que Vá Tudo Pro Inferno” sentiu que deveria tentar carreira nesse segmento.  

Em 1968, Nenéo compôs a canção “Se Você Voltar” e tinha como propósito apresentá-la para Roberto Carlos. No entanto, naquele momento de ascensão do cantor era extremamente difícil contatá-lo. Então numa iniciativa extremamente perspicaz, o jovem compositor procura o cantor Paulo Sérgio, muito comparado com Roberto na época devido a semelhança vocal.  

Nenéo consegue chamar a atenção do artista, apresenta a canção para ele em meio ao assédio dos fãs e ganha um elogio de Paulo Sérgio. Nesse mesmo instante o cantor convida Nenéo para ir a sua casa e solicita que ele lhe apresente novas músicas. Começa ali o passo inicial para que o compositor conseguisse construir a sua casa e trazer os irmãos para morar com ele. Além de gravar “Se Você Voltar”, Paulo Sérgio também inclui no seu repertório “Amor Sem Fim”, mais uma composição de Nenéo feita no final da década de 60.  

Com grandes sucessos nos mais variados gêneros, Nenéo se consagra 

Depois de ter algumas de suas composições gravadas por Paulo Sérgio, Nenéo passou a ser frequentemente solicitado pelos mais diversos artistas. Em 1969, tem “Quero Ter Você Perto de Mim” inserida no álbum de Roberto Carlos. Mais tarde, reaparece no repertório do cantor com “O Dia-A-Dia”, em 1976, naquele álbum que seria o primeiro de Roberto a atingir 1 milhão em vendas. Anteriormente, em 1970 e 1971, tem a canção “A Verdade é Diferente” gravada por Paulo Sérgio e Agnaldo Timóteo, respectivamente. 

No ano de 1983 aparece no repertório de Márcio Greyck, com as canções “Você Veio” e “Reencontro”, ambas em parceria com Ivan Reis. Já em 1989 estreia no repertório de Gilliard com “A Festa do Vagalume”, composição em parceria com o próprio cantor e Ivan Reis novamente.  

Na década de 90, Zezé Di Camargo e Luciano aderem a sua composição “Cada Volta é Um Recomeço” e fazem um estrondoso sucesso com a música no álbum de 1997. Vale ressaltar que o disco já estava com todas as canções definidas, mas Zezé e seu irmão gostaram tanto da música que resolveram incluí-la de última hora no trabalho.  

Em 1998 viria uma das composições mais surpreendentes de Nenéo. Gravada por Sandy e Júnior, “Vai Ter Que Rebolar” é descrita pelo compositor como a música que mais lhe rendeu financeiramente.  

Nos anos 2000 entra no repertório de Alcione 

Em parceria com o tradicional compositor Paulinho Resende, Nenéo emplaca canções nos álbuns da “marrom”. A primeira foi “Meu Ébano” em 2004, um dos maiores sucessos da cantora, inclusive virando trilha-sonora de telenovela. Em 2009 tem a música “Eu Não Domino Essa Paixão” incorporada no CD “Acesa”. Já por último tem “A Dona Sou Eu” incluída no trabalho “Eterna Alegria” em 2013.  

A vida certamente não foi nada fácil para Nenéo, mas a sua força em lutar para ter os irmãos ao seu lado, lhe deu a injeção de ânimo necessária para encontrar um caminho e se reconstruir. Todo o seu sucesso é fruto de um trabalho primoroso. De um compositor que sempre pregou o amor em suas canções, mesmo mediante aos contratempos que a vida lhe apresentou.

> Confira a entrevista que Nenéo concedeu a Jô Soares em 2008.

Sair da versão mobile