Site icon amúsica

Nomes que foram utilizados em músicas

Por Wesley Dias

Nos mais variados gêneros musicais, inúmeros foram os nomes transformados em títulos de canções. Na voz de artistas como Francisco Alves, Nelson Gonçalves e Roberto Carlos, essas músicas se notabilizaram e tiveram elevada repercussão. A seguir, vamos recordar algumas: 

Isaura

Em 1945, Francisco Alves, o “Rei da Voz”, grava a canção “Isaura”. Composta pelo memorável Herivelto Martins em parceria com Roberto Roberti, a música relata a história de um homem que sabe que se cair nos braços da amada a noite, não haverá despertador que o faça despertar para trabalhar no dia seguinte.  

Outra versão bastante popular dessa canção, foi interpretada por João Gilberto em parceria com Miúcha, em 1973. A nova roupagem dada pelo violão ímpar de João, trouxe novamente esse sucesso do passado aos holofotes.  

Doralice

Composição de Dorival Caymmi (com Antônio Almeida), “Doralice” foi gravada pelo próprio compositor e também por João Gilberto em duas oportunidades na década de 60. Primeiro no disco “O Amor, O Sorriso e a Flor” (1960) e depois no antológico “Getz/Gilberto” (1964). Essa última gravação inclusive catapultou a música de modo avassalador. Nas plataformas digitais, essa versão goza de bastante popularidade, contendo cerca de 14 milhões de reproduções no Spotify.  

Maria Bethânia 

A música escrita pelo compositor nordestino Capiba, em 1945, se tornou graças a Caetano Veloso o nome da sua irmã que nasceria no ano seguinte: Maria Bethânia. Ainda criança, o futuro cantor ouviu a canção e insistiu que sua mãe batizasse a filha que nasceria com o nome da valsa.  

Nelson Gonçalves foi o grande responsável por popularizar a música, quando a gravou no mesmo ano em que foi composta. A música expressa a profunda dor de um homem que relembra bons momentos com a amada, sabendo que agora tudo ficou no passado.  

Laura

Sendo um dos maiores sucessos da sua carreira, Roberto Carlos homenageou a mãe com “Lady Laura”. Lançada em 1978, a música profundamente emotiva expressa o desabafo de um filho que agora na vida adulta, sente saudade dos tempos em que era apenas um menino e poderia ser acudido pela mãe mediante a qualquer dificuldade.  

A composição em parceria com Erasmo Carlos, é uma das canções mais presentes nos repertórios de shows e especiais protagonizados pelo artista. A música também foi gravada por Roberto em espanhol e Italiano.  

Marina 

Mostrando a sua predileção por títulos que levam nomes, Dorival Caymmi assina sozinho “Marina”. Composta em 1946, Caymmi apresentou essa canção diretamente para o cantor Dick Farney gravá-la. A música se tornou uma das interpretações mais exitosas de Dick, que fazia questão de ressaltar que essa era uma das canções nacionais mais bonitas.  

Carolina 

Escrita às pressas por Chico Buarque, “Carolina” ficou em 3° lugar no II Festival Internacional da Canção Popular. O artista compôs essa música como um ato conciliatório com a Rede Globo, por ter se ausentado de um programa do qual tinha contrato firmado para aparecer.  

Apesar de ser uma canção que não possuía de grande prestígio do próprio autor, ela restabeleceu a sinergia de Chico com a “vênus platinada”, e ainda foi alçada ao posto de uma das melhores músicas apresentadas no festival promovido pela emissora. 

Tem mais!

Este compilado traz apenas uma pequena amostragem de canções, contudo, se transitarmos mais profundamente na música brasileira, iremos encontrar outros exemplos. Chico Buarque, além da canção mencionada no texto, ainda tem “Beatriz” na sua discografia. Dick Farney também poderia ser apontado pela segunda vez, com a gravação de “Tereza da Praia”, composta por Tom Jobim e Billy Branco. O próprio Jobim também voltaria a lista com “Ana Luiza”. E na linha dos inéditos deste compilado, Carlos Lyra apareceria com “Mariana” (composição em parceria com Ruy Guerra).

A lista aqui apresentada sintetiza apenas alguns dos nomes utilizados em canções. Devido ao número elevado que ainda pode ser abordado, fica a margem para uma nova publicação futura.

Sair da versão mobile